convidados

Pesquisadores -Conferencistas

Ana Maria Veiga
Doutora em História pela Universidade Federal de Santa Catarina, com pesquisa na área História e Cinema e estágio doutoral na École des Hautes Études en Sciences Sociales, em Paris. Trabalha com os temas Cinema, Teoria Audiovisual, Imagem, Cultura visual, Gênero e História do Brasil (considerando sua inserção na América Latina). Fez licenciatura, bacharelado e mestrado em História. Tem experiência profissional em edição e produção audiovisual, tendo atuado como editora de imagens e produtora de programas de televisão. Recebeu o 1º Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero, em 2006. É autora de diversos artigos e capítulos de livros e uma das organizadoras do livro Resistências, Gênero e Feminismos contra as ditaduras do Cone Sul, publicado em 2011. Atualmente é professora substituta do Departamento de História da Universidade Federal de Santa Catarina, ministrando as disciplinas Introdução aos Estudos Históricos, História e Imagem, História do Brasil Contemporâneo, História do Brasil Republicano, entre outras. (Lattes)

Daiany Dantas (UERN)
Professora da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, é doutoranda do Programa de Pós= graduação em Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco, mestre em Comunicação pela Universidade Federal de Pernambuco (2006) e graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2001). Pesquisa temas relacionados aos estudos culturais, gênero, feminismo, alteridade e resistência, tendo como objetos o cinema e os quadrinhos. (Lattes)

Esther Hamburger (USP)
Professora Associada III do Dept de Cinema, Rádio e Televisão da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. É doutora em Antropologia pela Universidade de Chicago, com pós doutoramento na Universidade do Texas, Austin. É autora do livro O Brasil Antenado: A Sociedade da Novela, de inúmeros capítulos em coletâneas, e artigos em revistas especializadas e jornais da imprensa diária. Atua na confluência dos Estudos de Cinema e Televisão, Antropologia e Jornalismo na abordagem de temas como: crítica, indústria cultural, teoria e história do audiovisual, desigualdade social, relações de gênero na televisão e no cinema. Pesquisas em andamento incluem o filme Fábula de Arne Sucksdorff e o arquivo da extinta TV TUPI de S.Paulo. Foi professora visitante na Universidade de Michigan, Chefe do Dept de Cinema Radio e TV da ECA e diretora do CINUSP Paulo Emílio. Atualmente é coordenadora do Laboratório de Investigação e Crítica Audiovisual (LAICA, CTR). (Lattes)

Karla Holanda (UFJF)
Líder do Grupo de Pesquisa Documentário e Fronteiras (IAD/UFJF), é professora-adjunto do Programa de Pós-graduação em Artes, Cultura e Linguagens e do Bacharelado em Cinema e Audiovisual, da Universidade Federal de Juiz de Fora (Instituto de Artes e Design). É doutora em Comunicação, pela Universidade Federal Fluminense (UFF), onde estudou a produção documentária independente, centrando-se no Programa DocTV; é mestra em Multimeios pela Unicamp (2005), onde desenvolveu pesquisa que resultou no livro Documentário nordestino – mapeamento, história e análise (Annablume, 2008). Seu campo de interesse de pesquisa gira em torno de documentário, produção independente, televisão, regionalização, estética e autoria feminina. Tem experiência na área de Artes, em especial com cinema, com ênfase em direção, roteiro, edição, fotografia e produção de filmes. Como cineasta, recebeu alguns prêmios de fomento e em festivais. Dirigiu o longa Kátia (2012) e os curtas Vestígio (2002) e Riso das Flores (2004), além de uma série de documentários sobre escritores brasileiros (1992-1999), dentre outros. Atualmente, desenvolve os projetos de pesquisa Documentaristas brasileiras e Cartografia do documentário brasileiro. (Lattes)

Luís Alberto Rocha Melo (UFJF)
Integrante do Grupo de Pesquisa Documentário e Fronteiras (IAD/UFJF), é professor-adjunto do Bacharelado em Cinema e Audiovisual e do Programa de Pós-Graduação em Artes, Cultura e Linguagens no Instituto de Artes e Design da Universidade Federal de Juiz de Fora (MG). Possui graduação em Comunicação Social pela Faculdade da Cidade, atual Centro Universitário da Cidade (Rio de Janeiro, 1991). Mestre em Comunicação, Imagem e Informação pela Universidade Federal Fluminense (Niterói, 2006), com a dissertação “Argumento e roteiro: o escritor de cinema Alinor Azevedo”. Doutor em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense (2011), com a tese “Cinema independente: produção, distribuição e exibição no Rio de Janeiro (1948-1954)”. Foi pesquisador-titular do Projeto Alex Viany. É realizador, tendo dirigido, entre outros trabalhos, os longas-metragens “Nenhuma fórmula para a contemporânea visão do mundo” (fic., 2012); “Legião Estrangeira” (doc., 2011); o média-metragem “O Galante rei da Boca” (doc., 2004) e o curta-metragem de ficção em 35mm “Que cavação é essa?” (2008), com os quais recebeu prêmios em festivais. (Lattes)

Maria Claudia Bonadio (UFJF)
Professora do Departamento de Artes e Design da UFJF, é doutora em História pela Unicamp e pós-doutoranda no Museu Paulista da USP. É autora dos livros “Moda e Sociabilidade: mulheres e consumo na São Paulo dos anos 1920” (2007), “Moda e publicidade no Brasil dos anos 1960” (no prelo) e organizadora do livro “História e Cultura de Moda” (2011). (Lattes)

Mariana Baltar (UFF)
Doutora em Comunicação pela UFF (2007), onde desenvolveu a tese “Realidade Lacrimosa – diálogos entre o universo do documentário e a imaginação melodramática”. É professora da graduação em Estudos de Mídia e do Programa de Pós-graduação em Comunicação da UFF. Atua principalmente nos seguintes temas: cinema e audiovisual, ficção seriada, gêneros narrativos, melodrama, horror, pornografia e documentário. Coordena também o Nex Núcleo de Estudos do Excesso nas Narrativas Audiovisuais. É coordenadora do GT Estudos de cinema, fotografia e audiovisual da Compós e foi membro da diretoria nacional da SOCINE (gestão 2009 a 2011). Publicou diversos artigos em revistas acadêmicas entre eles Evidência invisível Blow Job, vanguarda, documentário e pornografia, na Revista Famecos (2011), e o capítulo Weeping Reality: Melodramatic Imagination in Contemporary Brazilian Documentary, no livro Latin American Melodrama. Passion, Pathos, and Entertainment (2009). (Lattes)

Mariana Tavares (UFMG)
Pós-Doutoranda do PPG em Artes da Escola de Belas Artes, da UFMG com o projeto de pesquisa 60 anos de Memória da Escola de Belas Artes da UFMG. Possui graduação em RADIALISMO – UFMG(1989), e JORNALISMO – UFMG (1990), mestrado em Artes/Cinema – UFMG (2007) e doutorado em Artes/Cinema – UFMG (2012). Sua tese de doutorado deu origem ao livro “Helena Solberg, do Cinema Novo ao Documentário Contemporâneo” (2014), lançado pelo Festival Internacional de Documentários É Tudo Verdade em conjunto com a Imprensa Oficial do Estado de São Paulo. Professora em cursos nas áreas de cinema e jornalismo. Trabalhou por vinte anos na emissora cultural e educativa Rede Minas de Televisão como diretora de programas, roteirista, repórter e apresentadora. Coordenadora de Vídeos do Projeto Circuito Atelier da C/Arte Projetos Culturais há dezesseis anos. Documentarista, tem trabalhos premiados como “Giramundo, uma história de títeres e marionetes” (2001); “Horizonte Subterrâneo” (1997) e “Vocabulário” (1993). Seu mais recente filme é o documentário em curta-metragem “Toque do Samba” (2014). Atua principalmente nos seguintes temas: Cinema, documentário, televisão, vídeo, jornalismo cultural e crítica cinematográfica. (Lattes)

Marina Cavalcanti Tedesco (UFF)
É graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF), possuindo habilitação em Cinema (2005) e em Publicidade e Propaganda (2008). Em 2013, concluiu seu doutorado no Programa de Pós-graduação em Comunicação da UFF com a defesa da tese “O fotógrafo, a atriz: marcas de gênero presentes nos manuais de fotografia cinematográfica e os encaixes e desencaixes na prática fotográfica do cinema mexicano clássico industrial”. Foi professora do bacharelado em Comunicação Social da Universidade Salgado de Oliveira e do Centro Universitário de Volta Redonda, e sócia-administradora da empresa Caraduá Produções. Atualmente, é professora do Departamento de Cinema e Vídeo e professora colaboradora da Programa de Pós-Graduação em Estudos Contemporâneos das Artes da Universidade Federal Fluminense. Seus principais temas de interesse são: audiovisual, América Latina, fotografia, cinematografia, cidade, política e gênero. (Lattes)

Ramayana Lira (UNISUL)
Mestre em Letras (Inglês e Literatura Correspondente) pela Universidade Federal de Santa Catarina (2003), e doutorado com pesquisa em cinema pela mesma instituição (2009). Realizou estágio pós-doutoral na University of Leeds, Inglaterra. Bolsista do Programa Fulbright Scholar-in-Residence, nos Estados Unidos. Atualmente é professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem e do curso de graduação em Cinema e Realização Audiovisual da Universidade do Sul de Santa Catarina. Tem experiência na área de Artes, Letras e Comunicação, com ênfase em Cinema, atuando principalmente nos seguintes temas: teoria do cinema, política, cinema brasileiro, gênero. (Lattes)

 

 

rodapé 3

Anúncios